Make your own free website on Tripod.com
 
     Padrão Oficial da Raça São Bernardo     
 

São Bernardo Pelo Curto
 
    Aspecto geral: vigoroso, robusto, musculoso, de estatura alta e bem proporcionado, cabeça poderosa e aspecto muito inteligente. Nos cães com máscara escura, a expressão pode parecer mais austera, mas nunca refletir maldade.

Cabeça: Como todo o corpo, é muito forte e imponente. O crânio é maciço e largo, ligeiramente abobadado e nas laterais apresenta uma delicada curvatura, com arcadas zigomáticas altas e muito desenvolvidas.

    A protuberância ociptal desenvolvida apenas de forma moderada. A arcada supra orbital é muito desenvolvida e forma com o eixo longitudinal da cabeça um ângulo quase reto. Entre os olhos existe um sulco bem marcado, iniciando-se no nascimento do focinho, de forma profunda e  que desaparece paulatinamente contra a inserção do osso ociptal, uma linha média atravessa todo o crânio, especialmente marcado na primeira metade. As linhas laterais, desde o ângulo exterior até a região ociptal, são divergentes, para trás, de forma bastante pronunciada.

    A pele da testa forma, sobre os olhos, aproximando-se reciprocamente do sulco frontal, pregas mais ou menos pronunciadas que se destacam uando o cão está em atenção  mas  de  modo  algum  refletem  um  aspecto   carrancudo  Pregas  muito desenvolvidas são indesejáveis. A parte superior do crânio cai subitamente em direção ao focinho, formando um stop marcado. O focinho é curto e quadrado, não deve afinar, e seu perfil vertical, no nascimento do focinho, deverá ser maior que o comprimento do mesmo. O cana nasal não é convexa, mas reta, e em alguns cães, ligeira- amente côncava.

    Desde a raiz do focinho passando por toda a sua extensão, há um sulco pouco profundo até o nariz, bastante largo e claramente marcado. Os lábios da mandíbula superior são muito desenvolvidos, sem serem cortados de forma abrupta, e vão formando um belo arco no bordo inferior, e caem  ligeiramente.

    A dentadura deve ser poderosa e moderadamente desenvolvida em  proporção com a forma da cabeça. Mordedura em tesoura ou troquês. Admite-se ligeiro prognatismo. Não se penaliza a ausência do P1. É  desejado palato preto.

Nariz: Ou trufa, é muito desenvolvido. Largo com narinas bem abertas e  deverá ser sempre preto, igual a borda dos lábios.

Orelhas: As orelhas são de tamanho médio, de implantação bastante alta, o  pavilhão muito desenvolvido na base, ligeiramente separadas logo caem  lateralmente com forte flexão e juntam-se à forma da cabeça. O óbulo  forma um triângulo arredondado, um pouco alongado na ponta, cujo bordo  anterior se ajusta à cabeça, enquanto que o bordo posterior deverá
separar-se ligeiramente, especialmente quando o animal está em atenção.

    As orelhas implantadas baixas, que se juntam imediatamente à cabeça em  sua linha de implantação dão a esta um aspecto ovalado, um tanto  marcado; enquanto que muito desenvolvidas lhe dão em sua parte superior  um aspecto mais largo e angular, proporcionando uma aparência muito mais  expressiva.

Olhos: Os olhos estão colocados mais no centro que às laterais, e  moderadamente profundos. São de tamanho médio, marrom escuro, com  expressão inteligente e amigável. As pálpebras inferiores geralmente não  fecham totalmente, e formam uma prega angular até o canto inferior do  olho. As pálpebras muito caídas, com a região lacrimal exageradamente  visível, uma conjuntiva vermelha e inflamada, assim como os olhos muito  claros, são indesejáveis.

Pescoço: O pescoço é de implantação alta, muito poderoso e se ergue  quando em atenção. Sua posição habitual é horizontal ou ligeiramente  inclinada. A passagem da cabeça ao pescoço é marcada por uma linha  média muito pronunciada. A nuca é muito musculosa e abobadada  lateralmente, daí o pescoço Ter um aspecto bastante curto. A papada do  pescoço e da garganta é bem pronunciada, mas não se deseja que tenha  um desenvolvimento muito exagerado.

Ombro: Os ombros são oblíquos e largos, muito poderosos. A cernelha é  muito acentuada.

Tórax: O peito é muito arqueado, moderadamente profundo não devendo  descer além do cotovelo.

Dorso: O muito largo, totalmente reto até o lombo, daí curvado suavemente   até a garupa, até misturar-se imperceptivemente com o nascimento da  cauda.

Ventre: Claramente separado da região renal, muito desenvolvido e um  pouco esgalgado.

Cauda: A cauda nasce subitamente da garupa, é larga e forte na raiz, é  longa e muito pesada e finaliza numa ponta vigorosa que em estado de  repouso cai de forma reta, ligeiramente curvada para cima em seu terço  inferior, o que não deverá considerar-se como defeito. Em grande número  de exemplares a cauda é portada ligeiramente curvada na ponta, ou seja,  pende em forma de F. Em atenção, todos os cães levantam a cauda de  forma mais ou menos intensa, para cima. Porém a cauda não deve ser  portada demasiado alta ou enrolada sobre o dorso.

Antebraço: Muito forte e extraordináriamente musculoso.

Braço: Reto e robustos.

Posteriores: Jarretes moderamente angulados. Ergots não são  indesejáveis e quando existem não devem prejudicar a andadura.

Pés: Largos, bem apertados com os dedos fortes e bem arqueados. Os  ergots que se encontram na parte inferior dos membros posteriores, são  dedos mais ou menos desenvolvidos, de nada servindo ao cão. Não devem  ser considerados no julgamento e podem ser removidos com cirurgia.

Pelagem: O pelo é muito espesso, liso, resistente, mas não áspero ao tato.  As coxas ligeiramente  cobertas.  No  nascimento  da  cauda  o  pelo  é  mais   longo e denso, diminuindo ligeiramente até a ponta da cauda. A cauda é  espessa sem formar "bandeira".

Cor:  Branco  e  vermelho   ou  vermelho  e  branco,  sendo  o  vermelho  em  várias tonalidades. Manchas matizadas com marcações em branco. As  cores avermelhadas e as marrom amarelados tem o mesmo valor. As  marcações exigidas são as seguintes: peito branco; terão a mesma cor os  pés e a ponta da cauda, a linha superior do focinho, a mancha na fonte e a mancha na nuca. O colar inteiro é muito desejável. O manto jamais deverá  ser de uma cor só, sem a marca branca. Serão consideradas faltas todas as  outras cores, salvo a muito desejada, marrom escuro na cabeça(máscara),  bem como nas orelhas. Estabele-se diferenças entre os cães que tem  mantos e os manchados.

Altura da cernelha: A altura média deverá ser no mínimo 70 cm para os  machos e 65 cm para as fêmeas. Estas são de constituição mais leves e  meigas.

Faltas: Como faltas se consideram-se todas as variações que não  concordem com as características da raça, como por exemplo dorso selado  ou demasiado longo, jarretes excessivamente angulados, bem como pernas  traseiras demasiado retas, espaços interdigitais com pelos arrepiados,  pernas em barril ou em X, pernas demasiado curtas e falta de dentes.
 
 

São Bernardo Pelo Longo

    A variedade de pelo longo, é análoga à do pelo curto, com a única exceção que não é curto, mas medianamente longo, liso ou levemente ondulado nunca enrolado ou crespo e tampouco eriçado. Geralmente o pelo do dorso,  especialmente desde o lombo até a garupa é mais ondulado, detalhe aliás  também ligeiramente esboçado no pelo curto.

    A cauda é bem espessa e o pelo é moderadamente longo. Não se deseja um pelo enrolado ou encaracolado na cauda. Considera-se como falta a cauda encrespada ou em penacho. Na face e nas orelhas o pelo é curto e  suave, permitindo-se o pelo um pouco mais longo na base das orelhas. Os membros anteriores são ligeiramente franjeados e nas coxas o pelo é  abundante, formando culotes.

**os testículos serão bem desenvolvidos e descidos na bolsa
 

[ Pagina Inicial / Padrao Oficial da Raça São Bernardo / Cuidados Especiais / Quem Sou / Meus Cachorros / Links / Origem / ...Amigos...? ]
 
 
 
 

Mais Informações, dicas, criticas, opiniões,

Kempinski@Hotmail.com